30 de abril de 2012

Pesadelo

Eu tive um pesadelo. 


Sonhei (afinal os pesadelos também são sonhos, só que terríveis) que uma garoa fina começou a cair no Morumbi, antes do jogo começar. Naqueles detalhes sórdidos e cruéis que não sei como meu inconsciente consegue criar, o placar eletrônico anunciou que Paulo César de Oliveira seria o árbitro da partida. Um pouco depois disso, criando o enredo perfeito de suspense, o mesmo placar eletrônico anunciou o nome de Willian José entre os titulares do São Paulo. Isso somado aos nomes “Piris” e “Paulo Miranda” resultaram em um calafrio percorrendo a minha alma, mas eu sou corajoso (pelo menos nos pesadelos eu sempre sou corajoso) e pensei “esse jogo é nosso, pode jogar qualquer um que não vai ter erro, hoje é nosso”. 


O inconsciente tenta nos dar pistas de que estamos sonhando, só que na hora a gente não percebe. Acha estranho, mas não desconfia de que seja tudo invenção da nossa própria cabeça. Nesse pesadelo de hoje, a pista foi a cor do uniforme do Santos – azul? Agora, acordado (já me belisquei pra ter certeza), eu vejo como fui bobo em não perceber logo o ardil criado pela minha mente e despertar de uma vez. Mas na hora não percebi, e só continuei sonhando. Até então ainda era sonho. Um sonho esquisito, mas só um sonho. Paulo César de Oliveira autorizou o início de jogo e a bola rolou. Daí o sonho virou pesadelo. Antes que os times pudessem se estudar, Paulo Miranda dá um carrinho dento da área e o árbitro marca pênalti. Mais uma tentativa do inconsciente para me fazer acordar – afinal, apenas em pesadelos um zagueiro titular do São Paulo Futebol Clube pode cometer um pênalti infantil daqueles logo aos 3 minutos de uma decisão. Se fosse sonho Dênis ia pegar, mas era pesadelo mesmo e Neymar marcou.


Como num filme de terror macabro, a esperança foi sendo alimentada, com volume de jogo, bola na trave, ameaça, postura ofensiva. Quando parecia que ia, Paulo Miranda falhou novamente, ficando travado na frente de Neymar, que dominou, invadiu a área como quis e ampliou o placar. O mesmo Neymar que depois quase quebrou a coluna de Piris, dando 5 dribles seguidos até ser parado com falta. Outra pista – afinal, um lateral direito titular do São Paulo Futebol Clube não pode ser driblado 5 vezes seguidas, nem por Neymar, nem por Garrincha, nem por Pelé. Eu queria acordar logo, mas ainda tinha o segundo tempo. Eu ainda precisava ser torturado pela má pontaria de Willian José. Minha esperança ainda precisava ser alimentada pelo gol, pelo volume de jogo, pela perspectiva do empate, para logo depois desmoronar completamente com um frango de Dênis após chute do onipresente Neymar. Eu queria que acabasse logo (a gente sempre quer que os pesadelos acabem logo), mas ainda precisava ver Fernandinho perdendo gol cara a cara, ainda precisava ver Cícero ser expulso após fazer falta em... Neymar. Ainda precisava ouvir, sem força ou vontade alguma de reação, a torcida do Santos gritar “eliminado”, pelo terceiro ano consecutivo.


Finalmente eu acordei, porque uma hora a gente sempre acorda. E a vida continuou, porque ela sempre continua. E já voltei a sonhar de novo, porque a gente sempre volta a sonhar. Porque a gente só vive enquanto sonha. E o sonho agora é vencer a Ponte Preta, é vencer a Copa do Brasil, é ver Luís Fabiano em campo e ser decisivo quando o São Paulo mais precisar dele, é ver Lucas chamar a responsabilidade do jogo. 


O sonho é ver o São Paulo jogar.


Mas quando e enquanto os nomes “Paulo Miranda”, “Piris” e “Willian José” aparecerem no placar eletrônico, sempre ficarei na dúvida se é sonho ou pesadelo.






23 comentários:

  1. Isso é outra forma de dizer "PQP, São Paulo não tá jogando nada!" :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que não Bruno. O São Paulo jogou bem, arriscaria dizer muito bem até. O que ferrou foram as falhas individuais. O Santos é o melhor time do Brasil na atualidade e o Neymar desequilibra. Já é difícil quando você joga certinho... entregando três gols (um frango e duas falhas do mesmo zagueiro que vem falhando o campeonato inteiro) pros caras aí fica impossível mesmo.

      Excluir
  2. Olá!Bom dia!
    Tudo bem?
    ..eu estou "ressabiado" com o meu pesadelo: anularam um gol legítimo, validaram um gol impedido e não expulsaram um personagem paraguaio de meu pesadelo, um tal de Piris...não vou conseguir nem dormir...de alegria!
    Amigos, hein?
    Boa semana!
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vi se o gol foi legítimo ou não (estava do outro lado do estádio), nem se foi impedimento (estava atrás do gol, sem noção de profundidade). Depois ouvi no rádio que realmente estava um pouco à frente, mas que na jogada do Santos o Dracena puxou o zagueiro. Sei lá.

      Mas o Paulo César é assim... depois que o resultado já está feito para o time dele (e ontem ele nem precisou fazer esforço além das tradicionais faltas invertidas), ele começa a dar uma compensada, pra ainda sair na mídia que o outro time não conseguiu vencer mesmo com ajuda da arbitragem.

      O Neymar é o melhor jogador, mas também é um dos melhores atores do Brasil. Se metade das pancadas pegasse do jeito que ele simula, certamente já estaria aleijado e fora do futebol. Não é exclusividade dele é claro, Lucas, Fernandinho, Jorge Henrique... a lista de atores é enorme.

      Mas tudo bem, tirando o Corinthians da libertadores tá tudo perdoado... :D


      Abraço.

      Excluir
  3. oi Fabio,

    não entendo muito de futebol,
    e o Angeli não me permitiu ver o jogo,
    então só posso dizer,
    sinto muito que seu time perdeu...
    mas jogo é jogo,
    o nome já diz...

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O espírito é esse mesmo Rô. Quem joga está arriscado a perder. O problema é que o São Paulo vem perdendo tudo há 4 anos hahuauhauhahua

      Mas uma hora volta a ganhar.


      Beijão!

      Excluir
  4. Eu vi o jogo e vi o São Paulo jogar muito bem!
    As falhas nos impediram de chegar lá na final,
    pois Neymar fez a diferença, com todo respeito ao time do Santos!
    Beijos são paulinos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Vilma.

      O Santos é sem dúvida um bom time, bem treinado, aguerrido, firme na defesa. Assim como é o Corinthians por exemplo.

      Só que lá no ataque eles têm um gênio, que chama a responsabilidade e desequilibra nas decisões. Por isso estão ganhando tudo nos últimos anos.

      Abraço.

      Excluir
  5. QUEIRAM OU NÃO, O LEÃO ESTÁ DANDO UMA CARA PRO TIME, QUE JOGOU BEM ONTEM, ACERTOU A TRAVE DUAS VEZES E ENCURRALOU O SANTOS ATÉ O FRANGO DO DENIS, O PROBLEMA FORAM AS FALHAS INDIVIDUAIS,DEVE-SE APENAS TIRAR ALGUNS JOGADORES QUE NÃO PODEM VESTIR A CAMISA DO SÃO PAULO, PAULO MIRANDA,PIRIS,RODRIGO CAIO...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo...mesmo que seja dificil acreditar, o leao tem sua mao no time e só não é melhor pq escalar paulo miranda - sempre com falhas esdruxulas e o sr. piris, que ate hj nao sei pq veio ao sampa, o time ficaria melhor...
      apenas discordo do R caio...é garoto, esta pegando experiencia e pelo que dele em alguns jogos, é de longe muito melhor que o piris na lateral e o menino nao é da posição...
      ACORDA LEÃO! TIRA ESSES PÉZINHO DE CRISTAL'' DO TIME SENAO VAO CONTINUAR JOGANDO CONTRA!

      Excluir
  6. No pudo ser pero para la Próxima, seguro, va a ser ¡Ya verás!
    Aquí, en España, se dice que Neymar para el próximo año será del Barça.
    Nuestros equipos nos dan muchas alegrías, pero también continuas tristezas...pero bueno valoremos más las primeras, porque es un orgullo ser de un Equipo Histórico.
    Un abrazo, Fabio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, ainda não consegui captar se você é Real ou Barcelona!

      Excluir
  7. Ás vezes também tenho sonhos, que viram realidade. Como se meu subconciente tivesse me avisado!
    Somo São Paulinas roxas, e ficamos muito tristes com a derrota :/

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É moças, os últimos anos não foram dos melhores, mas as vacas gordas estão por voltar. O São Paulo é o time da fé.

      Excluir
  8. Ai que peninha de voce São Paulino! Verdade, não estou tirando uma não!
    Adoro seu time, que pena mesmo.
    Não torço para time algum, mas tenho simpatia pelo São Paulo.
    Veja bem, voces têm que acabar com a Ponte preta, combinado?
    Moro aqui em valinhos, ao lado de Campinas, e não suporto a torcida desse time. Eles são insuportáveis, agressivos, os piores.
    Por favor São Paulinos, dêm uma surra na Macaca, já vai ser ótimo (para mim!).Força aí Fábio, muitos campeonatos ainda virão.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Contra a Ponte ACHO (e espero do fundo do coração :D) que não vai ter erro! :D

      Excluir
  9. E ai? Cade o Cristiano Oswaldo? hauhauuahhua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Logo terá o mesmo caminho do Lionel Marlos... hauhauha

      Excluir
  10. Eu sou Santos e fico triste se perde, adoro Neymar, ele joga muito, eta cara iluminado. Pena que foi um pesadelo pra você, é assim o futebol um dia a gente comemora, no outro é o adversário ...Fazer o quê?
    No Rio de Janeiro torço pelo Botafogo, sofredora de carteirinha vou ao Engenhão e já chorei pelo meu time. É demais, né!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mery, o espírito do post é mais ou menos esse - jogar contra Neymar é um pesadelo!

      Moleque bom de bola dos infernos... :D

      Excluir
  11. Compartilho meu pesadelo com o seu. Sou vascaíno e vice campeão outra vez...
    Boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sr. Antônio... o Vascão também parece que adora perder um jogo decisivo, né?

      Excluir
  12. Agora já passou um pouco a raiva, mas domingo.... GRRRRRrrr

    ResponderExcluir